Código Limpo – Bom Código – Parte III

Publicado por

Continuando nossa série sobre código limpo, hoje vamos iniciar falando sobre as premissas do código limpo, quais regras devo seguir para que meu código possa ser considerado limpo e um bom código?

Use nomes reveladores da intenção

É fácil de entender que nomes de classes, métodos, variáreis, records, types etc, devem revelar a intensão do mesmo. Lembrem se que tudo que você lê no seu código deve deixar-lo feliz, por passar um entendimento claro do que esta acontecendo.

Eu outras palavras nomes de variáveis e métodos devem responder a seguinte questão. O nome deve revelar por que ele existe, o que ele faz e como ele faz, simples assim, pergunte-se após criar um novo método se isso esta claro. Se o nome requer um comentário então o nome não revela a intensão do método ou variável.

Evite nomes que revelam pistas falsas

Recentemente encontrei um nome de variável em um determinado método que recebia o resultado de um cálculo, o interessante é que nome da variável era, valorMenor. Provavelmente em algum momento essa variável foi utilizada para receber o menor valor do cálculo, mas por descuido ou desleixo foi alterado o método e ela passou a receber o resultado que poderia ser maior ou menor;

Outro exemplo que dificulta muito a leitura de um código é utilizar nome de métodos, variáveis, classes etc. preenchendo o mesmo com letras lowercase. Por exemplo, calculamedia, não seria mais fácil de ler se escrevesse-mos CalculaMedia? ou mesmo calculaMedia? Detalhes importantes que fazem toda diferença no momento da leitura do código fonte.

Faça Distinções Significativas

Programadores criam problemas para eles mesmo quando eles escrevem um código unicamente para o compilador interpretar. Se você precisar criar uma classe para receber informações e dados de produtos por exemplo, você deve evitar criar classes assim: TProduto1 = class e TProduto2 = class, ao invés disso crie, TProdutoData e TProdutoInfo. Parece óbvio mas encontro muitas coisas sem sentido por aí.

Use Nomes Pronunciáveis

Se você pode pronunciar o nome de uma variável ou classe então você pode discutir sobre ela sem parecer um idiota tentando pronunciar algo sem fonética.

Use Nomes pesquisáveis

Letras simples, números soltos tem um problema ao serem pesquisados pois não são fáceis de visualizar no código fonte. Eu particularmente prefiro usar nomes curtos para variáveis como letras soltas em variáveis locais onde o escopo de visibilidade seja pequeno. Nomes de Fields de uma classe por exemplo devem ser claros e de fácil localização.

Nome de Classes

Nome de classes e objetos devem ser substantivos, como Customer, Page, Account. Evite usar palavras como Manager, Processor que são verbos. Detalhe importante que facilita a leitura do seu código fonte e o entendimento da funcionalidade do objeto.

Nome de Métodos

Ao contrário das classes métodos devem ser verbos, como postPayment, deletePage, Save, Processar etc. Jamais esqueçam de seguir o nome padrão para métodos que retornam algo, usando Get ou Retorno. e Set ou Setar para os que definem valores.

Ao trabalhar com propriedades considere utilizar uma declaração simples sempre que não for necessário manipular o valor no Get ou no Set. Exemplo:

property Salario: Integer read FSalario write FSalario;

Use Nomes Inteligentes

Lembre que as pessoas que irão ler seu código são programadores portando vá em frente e use termos conhecidos pela computação, nomes de algoritmos, nomes de patterns, termos matemáticos e assim por diante.

O nome AccountVisitor significa que o programador esta familiarizado com o Visitor Pattern e assim por diante, o objetivo é sempre facilitar o entendimento do método. Um grande amigo uma vez me disse que um método bem nomeado é aquele que você sabe o que ele faz somente lendo seu nome.

Considerações Finais

É difícil pensar sobre escolher bons nomes que sejam fáceis de ler e que compartilhe com facilidade o objetivo daquele método, contudo precisamos ficar atentos a nome redundantes, principalmente de variáveis, algo que me deixa frustrado é ler em um com variáveis nomeadas com. Resulta1, Resultado2, Resultado3. Sem chance meus amigos, vamos colocar nossa cérebro para funcionar, tenho certeza que podemos fazer melhor do que isso. A partir do próximo artigo iremos começar a falar sobre métodos iniciando pelas funções e algumas regras de ouro para mantermos um código limpo.

Vejo vocês em breve, bons códigos a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s